Sentimentos da pessoa submetida a ostomia intestinal: uma visão holística de enfermagem

Patrícia Gonçalves Couto, Sandra Soares Medeiros

Resumo


A pessoa submetida a uma ostomia intestinal depara-se com a alteração da sua imagem corporal, vivenciando sentimentos e emoções que se repercutem no seu dia-a-dia. Com o objetivo de avaliar os sentimentos, as estratégias de coping utilizadas e a adaptação ao processo de mudança da pessoa com ostomia intestinal no momento da alta hospitalar face à presença do estoma, realizou-se um estudo descritivo, qualitativo, no contexto da Consulta de Enfermagem num hospital da área de Lisboa, tendo sido entrevistadas oito pessoas. Utilizou-se o método de análise de conteúdo de Bardin. Os sentimentos experienciados variaram de acordo com os diferentes momentos associados à realização da ostomia intestinal. Identificou-se: A angústia, o desespero, o medo de se sentir incapacitado, o medo do futuro, o medo da rejeição, o medo da exposição, a tristeza, o constrangimento e a esperança; Reações emocionais; Estratégias de coping. A realização de uma ostomia intestinal implica uma adaptação à nova condição de vida, dadas as mudanças ocorridas nas dimensões biopsicossocial e espiritual. O apoio da família e a intervenção precoce dos enfermeiros ajuda a pessoa a adquirir competências para enfrentar os desafios de forma positiva.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


2015 - Revista Clínica do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca